Sábado, 28 de Julho de 2007

Ensino superior no Uíge

Uíge: Governante clama por mais instituições de ensino superior

O vice-governador provincial do Uíge para Esfera Económica e Produtiva, Augusto Justino, defendeu sexta-feira nesta cidade, por um maior número de instituições de ensino superior para o desenvolimento da região.

O governante falava na cerimónia de entrega de diplomas a um grupo de 10 licenciados pelo Instituto Superior de Ciência de Educação (ISCED) local.

Na ocasião, disse ser necessário o estabelecimento de institutos superiores de enfermagem, direito, agronomia, engenharia de construção civil e outros, para a exploração das riquezas naturais que a província dispõe em prol da população.

Depois de sublinhar a importância do ensino superior, Augusto Justino reconheceu o empenho do Governo no melhoramento das condições tecnico-materiais e educativas para os docentes, augurando que este ano muita coisa será feita no que tange a construção e reabilitação de infra-estruturas escolares.

POr sua vez, o vice-reitor para o ISCED, Carlos Diakanambua, reconheceu as difíceis condições em que funciona a instituição que dirige, precisando que a Universidade Agostinho Neto (UAN) está actualmente a trabalhar no aumento de graduados, finalistas e dos cursos nas unidades orgânicas.

Nesta perspectiva, o docente anunciou que está já em curso, a nível da UAN, os cursos de mestrados e nos próximos dias iniciarão os de doutoramento.

Enquanto isso, o vice-reitor para os Centros Universitários, Bunga Nzinga David, afirmou que as duas unidades orgânicas existentes no Uíge, o ISCED e a escola superior de Ciências e Tecnologia, contam neste ano lectivo com 1.954 e 440 estudantes, respectivamente.

Bunga David disse que embora a instituição prime pela qualidade, os 10 licenciados sexta-feira, nove de psicologia e um de pedagogia, ainda são muito poucos, tendo em conta as potencialidades da província em termos de recursos humanos e naturais.

Cinquenta e nove estudantes foram já licenciados no ISCED do Uíge, entre 2003 e 2007. Deste número, 16 ainda aguardam por receber os seus diplomas de fim de curso.

Fonte: Angop :: 15-07-2007
publicado por Quimbanze às 09:29

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.subscrever feeds

.arquivos

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.arquivos

. Outubro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Abril 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Junho 2009

. Abril 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

.Outubro 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31